10 Dicas de Oratória do Prof. André Ortiz

1°) Encare a oratória como mais uma tarefa pessoal ou profissional, e que como qualquer tarefa, você necessitará de paciência e treino. Fatores como nervosismo, ansiedade, medo e timidez são naturais do ser humano, portanto, acalme-se e foque no trabalho a ser desenvolvido;

2°) Conheça o assunto que vá falar, nunca entre numa reunião, discurso ou palestra, sem estudar e conhecer o assunto a ser ministrado;

3°) Conheça o público a quem vai palestrar. Saber minuciosamente características do púbico como sexo, idade, preferências, gostos, hobbies, particularidades, vão lhe ajudar a criar rapport ( sintonia ) com a audiência;

4°) Construa um roteiro para falar. Toda apresentação deve ser como uma pequena redação dissertativa: deve ter começo, meio e fim. Como se fosse uma ampulheta;

5°) Lembre-se que geralmente você será também analisado como se porta diante da platéia, ou seja, sua linguagem corporal. Portanto, antes de falar treine em frente ao espelho ou diante de pessoas de confiança, para lhe falarem se você está muito agitado, se movimentando muito ou também dicas que você poderá receber destas pessoas, mas sempre que denotem segurança e credibilidade;

6°) Nunca fale em público com balas, chicletes, cigarro, pastilhas ou qualquer doce, goma, comida e outros objeto no interior da boca, pois isso impossibilita de o ouvinte ter a total compreensão do que é dito;

7°) Por mais nervoso que esteja, SORRIA ! Seja simpático e empático com sua platéia. Saiba que ninguém tem culpa pelos seus problemas pessoais, eles estão ali para ter de você uma mensagem agradável e positiva, portanto, use isto ao seu favor;

8°) Leia muito. O rico vocabulário lhe dará respeito e credibilidade junto aos participantes. Evite falar palavrões, gírias e expressões coloquiais, pois você quando fala, está sendo formador de opinião, e portanto é bem diferente de quando está conversando com “amigos de bairro” e “amigos de infância”. Falar em público é algo que deve passar CREDIBILIDADE , não esqueça disso;

9°) Encare o famoso “deu branco” com naturalidade. Seja sincero com a platéia com naturalidade e bom humor. Nunca tente consertar um esquecimento com desculpas, isso não pegará bem como também a platéia perceberá que você está tentando enganá-la. Esqueceu ? Deu branco ? Sorria ! E peça desculpas ! Dizendo que logo, logo lembrará e voltará ao assunto. Mas tudo isto com muita sutileza e bom humor, sempre. Pode-se também neste caso dizer “Na verdade eu queria dizer….” e daí automaticamente o cérebro proverá novas ideias a serem ditas;

10°) Se você tiver muitas dúvidas e preconceitos com sua própria voz, relaxe ! Existe o profissional chamado FONOAUDIÓLOGO para lhe assessorar. O importante é você amar a voz que possui, e usá-la ao seu favor. Lembre-se que ninguém tem medo de falar em público, isto é um mito inculcado pela sociedade, pois as pessoas tem medo de ERRAR em público. A oratória é um exercício de AUTOCONFIANÇA, e que deve ser praticado diariamente, basta querer e ter foco !

Comments

  1. By anderson

    Responder

    • Responder

  2. By André Pimentel

    Responder

    • Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *